Dando o Exemplo

A gente se preocupa muito em conseguir mostrar que com amor e criatividade é possível aliar sustentabilidade com inovação e moda.
A Colorê dedica boa parte de sua produção ao aproveitamento de resíduos de indústrias têxteis criando novas peças ao aplicar o conceito do patchwork a moda.
Tudo começou aproveitando retalhos que a estilista da marca Eliana Zavadil recebia das indústrias onde trabalhava. As peças produzidas caíram no gosto das clientes que se identificam pelas cores, criatividade e principalmente, pela exclusividade dos produtos. Assim surgia a Colorê Patchwork.
Hoje a Colorê já tem esta identidade da qual nos orgulhamos muito, pois o Brasil produz 175 mil toneladas de resíduos da indústria têxtil ao ano. São retalhos que poderiam ser reaproveitados por outras indústrias. No entanto, mais de 90% dos restos de tecido são descartados incorretamente, de acordo com a Abit.
Amamos o que fazemos e pensamos no bem estar dos clientes e do planeta. Ao vestir uma roupa, as pessoas buscam individualidade, cada ser humano é único, e por isso uma peça produzida com o conceito do patchwork se torna tão especial, pois retrata a personalidade de cada cliente.
Michele Zavadil
Colorê Patchwork
Image

Image

Image

Image

Image

3 comentários sobre “Dando o Exemplo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s